Veja os problemas como desafios

Oportunidade

A palavra “problema” não faz parte do vocabulário de uma pessoa feliz. Um problema é visto como uma desvantagem, uma luta, ou uma situação instável, enquanto um desafio é visto como algo positivo, como uma oportunidade, uma tarefa ou uma missão. Sempre que você enfrentar um obstáculo, tente olhar para isso como um desafio.

 

Série: Dicas para ser feliz

Fonte: http://ow.ly/ohrGP

Trate a todos com gentileza.

Trate Bem

Você sabia que foi provado cientificamente que ser gentil faz você feliz? Toda vez que você realizar um ato altruísta, seu cérebro produz serotonina, um hormônio que alivia a tensão e eleva o seu espírito. Não é só isso, tratar as pessoas com amor, dignidade e respeito também permite que você construa relacionamentos mais fortes.

 

Série: Dicas para ser feliz

Fonte: http://ow.ly/ohrGP

Não guarde rancor

Rancor

As pessoas felizes entendem que é melhor perdoar e esquecer do que deixar seus sentimentos negativos superar seus sentimentos positivos. Guardar rancor tem muitos efeitos prejudiciais sobre seu bem-estar, incluindo aumento da depressão, ansiedade e stress. Por que deixar alguém que tenha prejudicado você ter poder sobre você? Se você deixar ir todos os seus rancores, você vai ganhar uma consciência limpa e energia suficiente para desfrutar as coisas boas da vida.

Série: Dicas para ser feliz

Fonte: http://ow.ly/ohrGP

Mark Twain

Mark Twain
Mark Twain

Samuel Langhorne Clemens (Florida, Missouri, 30 de novembro de 1835 — Redding, Connecticut, 21 de abril de 1910), mais conhecido pelo pseudônimo Mark Twain, foi um escritor e humorista norte-americano. É mais conhecido pelos romances The Adventures of Tom Sawyer (1876) e sua sequência Adventures of Huckleberry Finn (1885), este último frequentemente chamado de “O Maior Romance Americano”.

Twain cresceu em Hannibal, Missouri, que mais tarde serviria de inspiração e cenário para Huckleberry Finn e Tom Sawyer. Após laborar como tipógrafo em diversas cidades, ajudou Orion, seu irmão mais velho, na administração de um jornal. Na ocasião, exerceu diferentes funções, como impressor, tipógrafo e colunista. Tornou-se em seguida piloto de barcos a vapor no Rio Mississippi, antes de se dirigir ao oeste para juntar-se a Orion em diligências a serviço do governo. A jornada com o irmão terminou quando Twain decidiu trabalhar como mineiro na extração de prata. Frustrado em mais esse intento, experimentou posteriormente carreira no jornalismo. Enquanto repórter, escreveu o conto humorístico The Celebrated Jumping Frog of Calaveras County, que alcançou imensa popularidade e atraiu para seu autor atenção nacional. Seus diários de viagem, lançados depois, também foram um sucesso. Twain encontrara sua aptidão.

Ele obteve grande êxito como escritor e palestrante. Seu raciocínio perspicaz e suas sátiras incisivas renderam-lhe a admiração de seus pares e o enaltecimento dos críticos, e Twain manteve boas relações com presidentes, artistas, industriais e a realeza europeia. Ele foi laureado como o “maior humorista americano de sua época”, sendo definido por William Faulkner como o “pai da literatura americana”.

Apesar disso, faltava-lhe perspicácia financeira. As somas consideráveis que amealhou com seus escritos e palestras foram desperdiçadas em diversos empreendimentos, em particular o Paige Compositor, o que acabou por forçá-lo a declarar falência. Com a ajuda de Henry Huttleston Rogers, no entanto, Twain superou seus problemas financeiros. Ele trabalhou arduamente para certificar-se de que todos os seus credores fossem pagos, mesmo que a condição de falido o isentasse da responsabilidade legal.

Nascido durante uma das passagens do Cometa Halley, Twain morreu 74 anos depois, pouco depois do astro voltar a se aproximar da Terra. “Será a maior decepção da minha vida se eu não for embora com o cometa”, escrevera ele em 1909. “O Todo-Poderoso disse, indubitavelmente: ‘cá estão esses dois inexplicáveis fenômenos; eles chegaram juntos, e devem partir juntos'”

Fonte: Wikipédia

Veja mais em http://pt.wikipedia.org/wiki/Mark_Twain

O Estranho Misterioso – Mark Twain

O Estranho Misterioso

Chegou a reedição do tão esperado livro do escritor Mark Twain,

 O Estranho Misterioso. 

A nova edição manteve o formato original, com o posfácil de Michel Sokoloff e apresentação de Carlos Heitor Cony. Ilustrações: detalhes das telas de Pieter Bruegel.

Compre agora em nossa loja online

http://axismundi.lojaintegrada.com.br/produto/estranho-misterioso-de-mark-twain.html

O Estranho Misterioso
O Estranho Misterioso – Mark Twain

O Estranho Misterioso - eBook

Aproveite também nossa edição digital

Clique na imagem para acessar ou acesse o link:

https://www.amazon.com.br/dp/B00BQ8DFX4

 

 

Geralmente considerado um escritor “juvenil” e um “humorista”, Mark Twain recebeu elogios bastante enobrecedores. Segundo Ernest Hemingway, “toda a literatura moderna norte-americana nasceu comHuckleberry Finn“. E William Faulkner chamava Mark Twain de “o pai do romance nos Estados Unidos”.

Se suas obras mais conhecidas — As aventuras de Tom Sawyer (1876) e Huckleberry Finn (1884) — conservam aquele estilo de prosa humorística, o mesmo já não se pode dizer de O estranho misterioso, que ele escreveu no fim da vida e que só foi publicado em 1916.

Mais do que um romance de aventuras e totalmente diferente de suas obras “juvenis” e “humoristas”, O estranho misterioso é um livro da maturidade, universalista, uma perturbadora indagação sobre a natureza do ser humano.

Neste livro, Mark Twain nos leva para a Idade Média, numa pequena aldeia adormecida e apartada do mundo, onde surge um “estranho misterioso” que desafia a ordem estabelecida e se mostra capaz de realizar magias e proezas, ler mentes, ver passado e futuro, tornar-se invisível e mudar o destino das pessoas.

Encontramos em O estranho misterioso uma idéia que C.G. Jung iria desenvolver: a realidade psicológica é a única que existe. Percebemos aqui a futura visão junguiana de que bem e mal são uma única coisa e estão ambos presentes em Deus, em Satã e na Natureza.

Esta edição foi enriquecida com detalhes das telas de Pieter Bruegel (1525-1569) e com um ensaio de Miche Sokoloff sobre os estados alterados de consciência, o xamanismo e a influência de O estranho misterioso na moderna literatura iniciática.

%d blogueiros gostam disto: