Categorias
Informativos

Estão queimando nossas origens

Não há nada pior em um ser humano que ser escravo de uma ideologia.

Estado Islâmico queima mais 8 mil livros em biblioteca pública

A biblioteca possuía livros datados de 5000a.C e grande parte do acervo era patrimônio raro da Unesco

Mais de 8 mil livros da biblioteca pública de Mossul, Província de Ninawa – Iraque, foram queimados por militantes do Estados islâmico, no domingo 22, a cidade fica a aproximadamente 400km de Bagdá. Apesar de uma tentativa dos moradores de impedir a ação, os militantes explodiram a biblioteca e quase todo acervo.

Uma fogueira foi feita com livros culturais e científicos, além de outros infantis e religiosos terem sido levados. Uma igreja e um teatro de uma universidade também teriam sido destruídos pelo grupo, no mesmo dia.

A biblioteca era datada de 1921 e continha manuscritos de até 5000 a.C., com impressões da primeira gráfica do país, jornais antigos, títulos do Império Otomano e astrolábios antigas. Uma parte considerável do acervo era considerado patrimônio raro da Unesco, além de acervos familiares da região.

Essa não foi a primeira vez que a biblioteca foi atacada, Em 2003, manuscritos e livros foram roubados do local, mas foram recuperados e voltaram para o acervo. Em julho de 2014, o EI também ja havia destruído um santuário religioso de dois profetas, que é contestado por cristãos e muçulmanos. A cidade de Mossul está desde junho dominada pelo EI.

knigi_1

Com informações: O Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *